segunda-feira, 6 de julho de 2020

Há pessoas dizendo nas redes sociais que “quem crê em Deus não precisa das medidas de prevenção”; o que diz a Bíblia?

Vi esses dias nas redes sociais, inclusive nos comentários de nossas publicações no Facebook, pessoas defendendo que “quem crê em Deus não precisa de lockdown”, como se eventual crença sincera em Deus fosse fazer com que Ele não nos permitisse os sofrimentos temporais. Como se o fato de termos fé fizesse com que ganhássemos uma espécie de "imunidade sobrenatural ao vírus".

Conforme já dissemos em outro artigo aqui no blog [1], tal pensamento parte de uma visão descontextualizada e fundamentalista de passagens do Antigo Testamento, desconsiderando-se o Novo, bastando dizer que Deus permitiu que a maioria dos apóstolos fossem torturados e mortos violentamente. Apesar do testemunho dado por eles após o Pentecostes, Deus não os livrou das mazelas temporais. Quem de nós têm mais fé que eles?

É preciso saber que o Pai opera milagres, mas quando e como quiser, não cabendo a nós "decretar" que Ele realizará o prodígio, pois não temos poder sobre a vontade divina. Podemos suplicar e Ele pode atender, mas o que prevalece, sempre, é a vontade dEle e não a nossa.

O milagre é uma manifestação excepcional, geralmente ligada a situações irreversíveis por meios que não sejam sobrenaturais. Por isso, temos que ter cuidado para evitar que, movidos pela vaidade, venhamos a não tomar as precauções existentes contra determinados males (meio natural, regra), sob o argumento de que Deus operará o milagre (meio sobrenatural, exceção). Caso contrário, poderemos estar, com nossa atitude, tentando a Deus. 

As Escrituras relatam, em três dos Evangelhos (Mateus 4:1-11, Marcos 1:12,13 e Lucas 4:1-13) as tentações vividas por Nosso Senhor Jesus Cristo no deserto. Segundo alguns teólogos, convinha que Ele fosse ao deserto para vencer as tentações em relação às quais Adão sucumbiu, quais sejam: gula, cobiça e vaidade. Ao vencê-las, Jesus atesta que é o Novo Adão, que veio sanar os erros do primeiro, e nos convida a lutar, nós também, contra essas tentações.

Em relação à tentação da vaidade, por exemplo, disse Satanás (Mt 4, 6) “Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra”. Perceba, o tentador queria que Jesus se envaidecesse pelo fato de ser Filho de Deus e, para tanto, chegou a citar passagens do Antigo Testamento! Jesus, porém, assim respondeu (Mt 4,7): “Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus”. Será que ao dizer que “se eu tenho fé, eu não preciso das medidas de proteção porque Deus me protege”, não estaríamos tentando ao Senhor Nosso Deus? Será que não estaríamos nos envaidecendo da fé que temos, como agiu o fariseu na passagem do publicano (Lc 18, 9-14)?

Outro exemplo se encontra em Mt 2. Nesse capítulo, o evangelista narra que o então rei da Judeia, Herodes, queria matar o menino Jesus, razão pela qual José e Maria fugiram com o menino para o Egito. Ora, a quem Deus mais protegeria do que seu próprio Filho? Poderia Deus Pai ter feito toda espécie de milagre para que Herodes não chegasse a Jesus, mas, ainda assim, preferiu utilizar um meio natural, não miraculoso: a fuga para o Egito. Será que por terem fugido para o Egito, José, Maria e o anjo que os orientou não tinham fé? É claro que eles tinham fé, Deus não os escolheria como guardiões primeiros do Messias se eles não tivessem!

Por isso, precisamos refletir e, assim como o Senhor, rejeitar a vaidade, e agir como José e Maria, clamando pela Misericórdia de Deus, mas também tomando as precauções naturais contra o vírus. Quem sabe a máscara e o álcool em gel não são a “fuga para o Egito” querida por Deus para nós.


[1] “Sexta-Feira Santa: Dia de lembrar que não existe Cristianismo sem Cruz e que a maior vitória é a salvação eterna”, disponível em http://www.blogdosilverioalves.com/2020/04/sexta-feira-santa-dia-de-lembrar-que.html

0 comentários:

Postar um comentário

Sua postagem dependerá do Moderador do Blog.

Não publicamos comentários sem assinatura (Anônimos).

Obrigado pelo comentário. Sua ajuda faz nosso trabalho melhor.
_____________________________
Equipe do Blog do Silvério Alves

LAPAC

LAPAC

.ESPAÇO FABRÍCIA LAINE

.ESPAÇO FABRÍCIA LAINE

AUTORIZA SEGUROS

AUTORIZA SEGUROS

UNIFARMA BENTO

UNIFARMA BENTO

SALVAGGIO PERFUMES

SALVAGGIO PERFUMES
Instagram: @SALVAGGIOPERFUMES

DR. KARSON

DR. KARSON

Arquivo

Tecnologia do Blogger.