quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Liturgia Diária: Os pecados dos pais e as ovelhas perdidas


Breve Catequese Católica
Texto retirado da página “Papista” no Facebook

Reflexão sobre a Liturgia: Quarta-feira da décima oitava semana do Tempo Comum - Ano C

Nm 13,1-2.25-14,1.26-30.34-35
Salmo 106(105)
Mt 15,21-28

Na Liturgia de hoje, vemos como sofrem os filhos com os nossos pecados. Cristo é o caminho para quem se perdeu sem conhecer o Senhor. 

Na primeira leitura, o povo de Deus enviou doze espiões, um de cada tribo, para saber o que enfrentaria em Canaã. Tendo visto que eram muito mais poderosos, dez dos doze aconselham o povo a desistir. Apenas Josué e Caleb asseguram o povo que eles podem vencer. O povo ouve os dez que se acovardaram e não aprenderam que "a batalha é do Senhor" (1Sm 17,47). 

Aquela geração inteira se perderia andando pelo deserto por quarenta anos. Apenas Josué e Caleb chegariam à terra prometida. Os filhos de dez das doze tribos não tiveram fé no Senhor. 

Simbolicamente, vale notar que a palavra hebraica para deserto, 'midbar', simboliza mais um pasto. Ela vem provavelmente da expressão 'dibeir', que quer dizer algo como pastorear as ovelhas. Ou seja, não um bom pasto, mas também não um deserto sem vida. Os pais haviam falhado em cumprir sua missão sagrada de educar seus filhos. Deus usaria os quarenta anos para re-educar Israel como um Pai para seus filhos, como um pastor por Suas ovelhas perdidas.

Cantamos no Salmo que os pecados dos pais foram repetidos pelos filhos. A missão dos pais é ensinar seus filhos a temer a Deus, ou seja, temer perder o Seu amor. Os pais que não passam a fé a seus filhos arriscam vê-los se perder. 

No Evangelho de hoje, o Senhor fala sobre as ovelhas perdidas de Israel. É um teste de fé para os gentios. Aqueles que aprenderam a nEle ter fé, não importa a origem, seriam salvos. A fé se manifesta em uma cananéia e o Senhor revela aqui o que São Paulo explicaria depois: primeiro para Israel, depois para os gentios (Rm 1,16). 

É a Catolicidade (universalidade) da Boa Nova de Cristo. Cristo é o bom pastor! Ele veio para resgatar todas as ovelhas: tanto as perdidas de Israel como os gentios. Resta saber se aprendemos a nossa lição e ensinamos os nossos filhos. Apenas assim a fé se manifestará também em nós como na cananéia, evitando que vaguemos pelo deserto sem nunca encontrar o Senhor. 

Em Cristo, entregue à proteção da Virgem Maria,

um Papista

0 comentários:

Postar um comentário

Sua postagem dependerá do Moderador do Blog.

Não publicamos comentários sem assinatura (Anônimos).

Obrigado pelo comentário. Sua ajuda faz nosso trabalho melhor.
_____________________________
Equipe do Blog do Silvério Alves

MULTICLÍNICA LAPAC

MULTICLÍNICA LAPAC

UNIFARMA BENTO

UNIFARMA BENTO

Auto Escola São Paulo

Auto Escola São Paulo

Arquivo

.

.

.

.
Tecnologia do Blogger.