quinta-feira, 3 de março de 2016

Parabéns ao filho, pai e avô Silvério Alves

Silvério Filho, Sandra, Benício e Silvério Alves
Por Silvério Filho

"Entre o filho que fostes e o avô que serás, que pai terás sido?". Esta pergunta, do grande escritor português José Saramago, parece cravada em minha memória e determinante para o meu futuro. 

Contudo, embora tenha um significado especialmente reflexivo para mim, esta frase se adéqua perfeitamente ao momento de vida de um outro Silvério: que já foi neto, filho, pai e, mais recentemente, avô de coração do pequeno Benício. 

Esse Silvério, do qual herdo o nome, completa hoje (03) 58 anos de vida. Durante o decurso de todo este tempo, passou (ainda passa) pelas fases citadas acima, deixando, em cada uma delas, a sua devida contribuição, seja como neto obediente à autoridade dos avós, como filho primogênito, que honrou o velho Pedro Raimundo, ou, ainda, como pai sábio, que educa com amor e paciência a prole. 

E é neste último caso que penso estar a sua maior colaboração, vez que sou eu, em pessoa, o  próprio resultado. Enquanto resultado, eu não existiria sem a contribuição definitiva do meu pai. E não apenas de modo físico, mas psicológica e moralmente também: sou  quem sou, porque sou filho de Silvério Alves.

É diante desta influência na minha vida que eu me alegro hoje. Alegro-me pelos 58 anos de existência deste homem que me ensinou o caminho para me tornar, eu também, um homem. Alegro-me, pela sabedoria com que sempre me corrigiu, educou e incentivou. Alegro-me ao lembrar do cuidado amoroso por ele prestado ao meu avô nos últimos anos de sua vida. Alegro-me pela atenção e pelo carinho com que trata seu neto de coração Benício, filho de Sandra e Márcio, que chegou para trazer ainda mais felicidade à nossa família. 

Diante disto, eu, tranquilamente, responderia para meu pai a pergunta feita por Saramago, do seguinte modo: "Entre o neto e filho que fostes e o avô que já és, fostes e continuas a ser um grande pai, orgulho deste filho". 

Que Deus te abençoe e te ilumine cada vez mais, meu pai.

3 comentários:

  1. Nossos parabéns ao primo Silvério pelo natalício.
    Que Deus o abençoe , dando-lhe muita saúde, paz e que continue sua nobre missão de educar , comunicar e seja sempre esse grande exemplo de pai e avô.
    Parabéns !!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns para um grande amigo!

    Eu, que dediquei anos da minha vida ao trabalho com as palavras, encontro-me confusa, pois não sei quais, dentre tantas, devo fazer uso para dizer ao amigo Silvério Alves o quanto sua amizade é especial e o quanto estou feliz pelo seu aniversário.

    Já ouvi muito, em situações diversas, a seguinte frase: " que nunca nos falte a fé". Remeto, então, para nós, professores de Língua Portuguesa, que nunca nos faltem palavras. E, se isso acontecer, que possamos recorrer aos nossos mestres.

    E aqui estou eu, recorrendo humildemente ao grande poeta, para me conceder um punhado de palavras, mas todas bem entrelaçadas, para poder expressar ao meu amigo Silvério o meu carinho e admiração pelo ser humano, pai, vovô, esposo e amigo especial que é.

    Parabéns, querido amigo. E, para celebrar o seu aniversário, o saúdo com Drummond...

    Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir. Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.
    Carlos Drummond de Andrade

    ResponderExcluir

Sua postagem dependerá do Moderador do Blog.

Não publicamos comentários sem assinatura (Anônimos).

Obrigado pelo comentário. Sua ajuda faz nosso trabalho melhor.
_____________________________
Equipe do Blog do Silvério Alves

Arquivo

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.
Tecnologia do Blogger.