quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz Ano Novo, de verdade II



Padre João Medeiros Filho

Para haver novidade e ano novo é míster não desperdiçar nosso tempo e nossa vida hipnotizados pela televisão. É preciso não navegar irresponsável ou aleatoriamente pela internet, naufragados num turbilhão de imagens e incontáveis informações que não conseguimos absorver e silenciar.

Não deixemos que a sedução da mídia anule nossa capacidade de discernir e nos transforme em consumidores compulsivos. A publicidade sugere felicidade, e, no entanto, nada oferece, senão prazeres fugazes. Procuremos centrar nossa vidas, em valores permanentes, nunca nos efémeros.

Procuremos o silêncio nesse mundo ruidoso. Lá encontraremos a nós mesmos e, com certeza, os outros e o grande Outro (Deus) que vive dentro de nós e que quase nunca é escutado. Isso, sim, será sem dúvida Ano Novo.

Tentemos cuidar de nossa saúde, mas sem a obsessão das dietas, dos anoréticos e a escravidão das balanças e da academias. Aceitemos as nossas rugas e não temamos as marcas do tempo em nossos corpos. Não esqueçamos que o tempo é sinal de sabedoria.  Usemos revitalizadores de compreensão, generosidade e compaixão. 

Procuremos não dar importância ao que é transiente, nem confundamos o urgente com o prioritário. Não nos deixemos guiar pelo modismo. Afastemos de nossas mentes preconceitos, sentimentos que discriminam, pensamentos que excluem.

A vida é breve e, de definitivo e certo, só conhecemos a morte. Guardemos um espaço no nosso cotidiano para um contato com o Transcendente. Deixemos que Deus habite em nossa  subjetividade e aprendamos a fechar os olhos para ver melhor. 

Assim teremos um Ano Novo e feliz.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua postagem dependerá do Moderador do Blog.

Não publicamos comentários sem assinatura (Anônimos).

Obrigado pelo comentário. Sua ajuda faz nosso trabalho melhor.
_____________________________
Equipe do Blog do Silvério Alves

Arquivo

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.
Tecnologia do Blogger.