sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Eis que Deus veio de encontro à nossa miséria, por amor


Por Silvério Filho

O Natal é um tempo distinto, por meio do qual contemplamos uma das maiores provas de amor dadas por Deus à sua criação, onde Verbo aproxima-se de modo único da humanidade. É a sacramentação do mistério milagroso da sua concepção carnal, no  Ventre Santo da Virgem Maria, a Nova Arca da Aliança.

É no Natal que o Deus eterno, onipotente, onisciente e onipresente, incorruptível, faz-se carne aos olhos dos homens e assume esta nossa forma  inferior, submetendo-se às leis temporais e naturais por Ele mesmo criadas. Ele, que é Senhor, assume a forma de servo; Ele, que é invisível, faz-se visível aos olhos humanos, para que aprendamos a amar n'Ele a divindade que não conhecíamos (Atos, 17, 23). 

No Natal, Aquele que reina no Céu encarna-se  com todas as fraquezas inerentes à condição humana (salvo o pecado) a fim de acabar com este abismo infinito que existe entre a nossa miséria e a sua perfeição.  Na simplicidade da manjedoura, no meio de animais, estrume e sujeira, pois não havia lugar para eles na hospedaria (Lc 2,7), Ele veio para abraçar nossa pobreza existencial contaminada pelo pecado. Não precisava, mas veio, por amor, curar nossa cegueira, sarar nossas chagas, acabar com nossa solidão, mostrando-nos que, na nossa fraqueza, não estamos sozinhos, pois Ele está conosco. 

Veio para nos mostrar, clara e pessoalmente, aquela Verdade cuja beleza é tão antiga e tão nova, como dizia Santo Agostinho; veio para nos aproximar do Deus Pai, para nos levar até Ele; veio para nos trazer o Espírito Santo, nosso consolador; veio para ser o Cordeiro Divino, que, por meio do seu sacrifício perfeito, lavaria nossos pecados com seu sangue; veio para nos amar e para ser amado. 

Na teofania do Natal, Aquele que existe antes de tudo nasce temporalmente, vem a nosso encontro, por amor e com o amor, para ser o caminho, a verdade, a vida e a luz da humanidade. 

0 comentários:

Postar um comentário

Sua postagem dependerá do Moderador do Blog.

Não publicamos comentários sem assinatura (Anônimos).

Obrigado pelo comentário. Sua ajuda faz nosso trabalho melhor.
_____________________________
Equipe do Blog do Silvério Alves

Arquivo

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.
Tecnologia do Blogger.