sábado, 12 de dezembro de 2015

Desvios na transposição do São Francisco somam 200 milhões de reais


O presidente da OAS,  Elmar Varjão, e o membro  do conselho de administração do Grupo Galvão, Mário Queiroz Galvão, estão entre os quatro executivos presos temporariamente pela Operação Vidas Secas da Polícia Federal que apura as suspeitas de desvio de 200 milhões de reais em dois lotes da transposição do Rio São Francisco. As duas empreiteiras fazem parte de um consórcio que fraudou contratos para os doleiros Albert Youssef e Adir Assad, já condenados na Lava Jato.

Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário

Sua postagem dependerá do Moderador do Blog.

Não publicamos comentários sem assinatura (Anônimos).

Obrigado pelo comentário. Sua ajuda faz nosso trabalho melhor.
_____________________________
Equipe do Blog do Silvério Alves

Arquivo

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.
Tecnologia do Blogger.